Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

NaturalGuru

Blog 100% Saudável. Biológico, Ecológico, Fisiológico. Muitas vezes Vegan e Isento de Glúten. Sempre Natural.

NaturalGuru

Blog 100% Saudável. Biológico, Ecológico, Fisiológico. Muitas vezes Vegan e Isento de Glúten. Sempre Natural.

As toxinas escondidas na Indústria Cosmética

blog.jpg

 

Lamento falar mal do gel de duche que cheira tão bem, do creme que deixa a pele tão sedosa, da base que nos ilumina o rosto, mas é assustadora a quantidade de toxinas, quimicos e porcarias que se escondem por detrás dos produtos de higiene e cosmética que utlizamos diariamente. E o pior é que a maior parte das pessoas nem têm noção disso! 

 

É importante que estejamos despertos para esta temática, pois a pele é o maior órgão do corpo humano, é extremente fina e altamente permeável, ou seja, aquilo que aplicamos na nossa pele pode facilmente ser absorvido para a corrente sanguínea e consequentemente para o resto dos nossos órgãos.

 

Por isso aqui fica uma breve lista destas toxinas:

 

Lauril sulfato de sódio (SLS): Detergente e surfactante, serve como espessante dos produtos  (não só de cosméticos, mas também de detergentes) sendo  um dos responsáveis pelo efeito de espuma. Pode causar reacções alérgicas, irritação ocular, cataratas, danos na córnea, toxidade hepática, dermatites e úlceras se presentes nas pastas de dentes.

 

Parabenos (metilparabeno, etilparabeno, propilparabeno, butilparabeno): Usados como conservantes em champôs, amaciadores, cremes hidratantes e maquilhagem. São conhecidos por alterarem o funcionamento hormonal, o que está relacionado com um aumento de cancro da mama e alterações na fertilidade. Estão ainda associados à puberdade precoce e menopausa precose.  Estimulam a produção de estrogénios.

 

Dietanolamina (DEA): Usado em produtos de uso pessoal, detergentes da roupa e produtos de limpeza para criar espuma. Só por si o DEA  não é prejudicial, contudo na forma cosmetica transforma-se num potente agente carcinogénico, o nitrodietanolamina (NDEA). Este NDEA é absorvido pela pele e tem sido relacionado com cancros do esófago, estômago, fígado e bexiga.

 

Fragrâncias: Colocadas nos champôs, perfumes, gel de duche, cremes para dar aquele cheirinho agradável. As fragrâncias podem conter neurotoxinas e estão sinalizadas como um dos maiores alergénios do mundo. Estão relacionadas com perda de controle muscular, danos cerebrais, dores de cabeça, perda de memória e alterações de visão, audição e linguagem.  

 

Ticlosan: Desinfectante e bactericida muito usado em detergentes e sabões. Encontra-se presente no leite materno e interfere com a actividade da testosterona a nível celeular. Quando entra em contacto com água com cloro e outras substâncias nos sabões produz clorofórmio e dioxinas, substâncias altamente cancerígenas.

 

Metais pesados: Chumbo, alumínio, mercúrio, níquel, arsénico, entre outros.  São muito comuns na maquilhagem, sendo que o Alúminio é o ingrediente numero 1 dos anti-transpirantes e tem sido cada vez mais associado ao cancro da mama.

 

Formaldeído: Presente no verniz das unhas, champôs, amaciadores, maquilhagem, protector solar, creme de corpo, entre outros. É um agente carginogénico , tóxico para o sistema imunitário e para o tracto respiratório.

 

Petrolatos (óleos minerais e parafina): São usados como base de cremes, nomeadamente para a assadura do rabo dos bebés e em  muitos outros produtos de cuidados pessoais. Os petrolatos podem travar o desenvolvimento celular, aumentar os sinais de envelhecimento precoce. Podem causar alterações hormonais e são suspeitos de estar na origem de cancro.

 

Como acho que esta lista já é suficientemente intimidante, vou ficar por aqui. Mas existem mais, muito mais. Para quem estiver interessando em saber mais, deixo o link para este site .http://www.safecosmetics.org/

Sara R.